quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Opinião: "A sociedade literária da Tarte de Casca de Batata"


Acabei o livro e fechei os olhos... Pela minha mente foram passando imagens. Imagens da ilha, imagens da guerra, imagens das pessoas...

O que a guerra destruiu a leitura uniu! E tudo começou com Lamb e um livro que passa de mão em mão.

Juliet é uma jovem escritora, entusiasmada, simpática, inteligente e com um cabelo difícil de domar e a sua vida muda no instante em que recebe uma carta de Dawsey, sobre como lhe foi parar às mãos um livro que levava o nome e endereço de Juliet.
A partir daqui começam a corresponder-se e o interesse de Juliet pelos habitantes de Guernsey vai aumentando.
Começa então a corresponder-se com vários deles e depressa nasce uma amizade muito especial entre todos.

Juliet decide então visità-los, mas o que seria temporário passa a definitivo com o crescer de um amor que ela não esperava sentir...

Este livro está repleto de personagens fantásticas, entre elas Isola (a minha favorita). Uma fugitiva das galinhas e adepta de corridas de mota com sidecar.

Um livro belíssimo que sendo escrito em forma epistolar, poderá parecer um pouco estranho de inicio, mas que com o avançar da leitura se torna terrivelmente viciante.
Este foi um dos livros que mais prazer me deu ler, nos últimos meses.


2 comentários:

  1. Ainda bem que gostaste tanto *-* É lindo mesmo <3

    ResponderEliminar
  2. Cata é mesmo muito bonito! :)

    ResponderEliminar